segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Saudosa Miralda

Toda cidade tem seus personagens. Geralmente são pessoas simples, com trajes e gestos peculiares, que caem no imaginário popular. No município-mãe, Nadinho vaga pelas ruas bicentenárias e, não raro, é encontrado sentado na porta da Igreja de Nossa Senhora do Amparo. Já na terra dos Braga, "Neném Doido" é presença certa na praça Jerônimo Monteiro e dentro de algum veículo da "Flecha Branca".

Aqui em Marataízes, tínhamos Miralda. Durante sua estada por aqui, ela sofreu com o preconceito e o descaso de muitos, fazendo-se companheira da tristeza e da indiferença. Algumas mães substituíam a lenda do "homem do saco" pela figura daquela senhora. As crianças "cortavam volta" da Miralda!

Segundo alguns relatos, durante grande parte de sua vida, Miralda sofreu de uma depressão pós-parto. Mas, na verdade, Miralda nunca teve filhos. Ela teria ficado bastante traumatizada devido à morte de seus pais. Sempre envolta em um pano branco, de sandálias de borracha nos pés, ela ajudava a compor a paisagem do nosso lugar.


Miralda partiu há aproximadamente quatro anos. A foto acima é de Fabiano Moreira.

5 comentários:

  1. Interessante lembrar que muita gente a ajudava e gostava dela.

    ResponderExcluir
  2. Show. Miralda fez parte da minha infancia
    Minha mãe sempre dava comida para ela.
    Eu conhecia a familia dela.
    Amei reve a foto da miralda. Me fez voltar no tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, Rita! A Miralda era uma figura que, ao mesmo tempo em que transmitia medo a alguns, passava uma doçura, uma tranquilidade.

      Excluir
  3. Show. Miralda fez parte da minha infancia
    Minha mãe sempre dava comida para ela.
    Eu conhecia a familia dela.
    Amei reve a foto da miralda. Me fez voltar no tempo.

    ResponderExcluir